Carrinho

Meu carrinho

0 item(ns) - R$0,00
Carrinho vazio!
Departamentos

Relatos de Belzebu a Seu Neto: Do Todo e de Tudo - GURDJIEFF

Relatos de Belzebu a Seu Neto: Do Todo e de Tudo - GURDJIEFF
R$326,00 R$309,00
Qtd:  
Autor: Gurdjieff
Modelo: Livros
Pontos pela Compra: 326
Pontos necessários para comprar: 32600
Disponibilidade: Em Estoque
Comentar

Descrição

Este livro precisa fazer parte da biblioteca de todos os Buscadores do Caminho... Suas quase 1.200 páginas resumem todo o DRAMA do Universo, de nosso planeta e da espécie humana, e explica como chegamos ao nosso atual estágio social, de decadência dos valores espirituais e morais... Simplesmente IMPERDÍVEL!

Podemos considerar, sem sombra de dúvidas, este Relatos como uma das obras-primas da Psicologia Interior do Quarto Caminho.

Nesta poderosa e envolvente obra, o Mestre Gurdjieff nos leva desde o Macrocosmo até o interior do ser humano a compreender as causas de nossa tragédia psicológica.

Na forma de diálogo entre um ser cósmico e seu neto, numa escala cósmica, a intenção de Gurdjieff é mostrar como a vida humana está, com regularidade, desenvolvendo-se mais vazia de significado. Ele delineia para nós, com compaixão e frequentemente com certo humor, as causas da alienação do homem com relação às fontes reais da vida.

A força de suas ideias e a nova esperança que elas contêm aparecem quando Gurdjieff integra sua concepção do homem numa ciência nova e universal, abarcando todos os campos do pensamento e de esforços em cada período da história.

Os eventos, desde que este livro foi pela primeira vez publicado em 1950, apenas confirmam a opinião de um crítico, que na época escreveu: "A obra de Gurdjieff, sua obra-prima, Do Todo e de Tudo, é um monumento à criatividade e ao pensar humano".


Os fragmentos que compõem a série de escritos de Gurdjieff são tirados principalmente do material da sua própria vida. De ascendência grega e armênia, o Mestre G nasceu em Alexandropol, perto da fronteira da Rússia com a Turquia, provavelmente em 1877. A guerra turco-russa estava em curso, e, enquanto era ainda uma criança, sua família mudou-se para a cidade de Kars, que tinha caído nas mãos dos russos.

Desde o começo Gurdjieff distinguiu-se dos outros meninos na escola por seu questionamento insaciável. Procurou orientação de pessoas mais velhas entre as inúmeras seitas da região, leu vorazmente e, em tenra idade, deixou seu lar em busca de homens mais sábios ou irmandades que pudessem possuir chaves para o conhecimento que tinha se tornado uma necessidade para a sua vida. Que tenha recebido instruções de mestres espirituais do Oriente não pode haver dúvida.

Durante 20 anos, até 1909, Gurdjieff esteve buscando e viajando, preparando-se adequadamente, dirigido e influenciado pelo que ele chama "o círculo interior da humanidade", os portadores do conhecimento que buscava. Durante esse tempo tomou consciência da tarefa que foi chamado a assumir: chamar a humanidade para um conhecimento do significado da vida sobre a terra.

Em 1913 abriu esse trabalho para um pequeno grupo em Moscou. Depois com a chegada da guerra, deslocou-se para Essentuki, Tíflis, Costantinopla e finalmente para a França, onde reabriu seu Instituto para o desenvolvimento harmonioso do Homem no castelo de Prieuré perto de Paris.

A vida em cada um desses centros refletia a estrutura da própria realidade, até o grau que podiam compreender aqueles que tinham ido lá para trabalhar a fim de adquirir uma consciência. Todas as condições estavam preparadas para fazê-los sentir que participavam ao mesmo tempo tanto da vida ordinária, onde uma pessoa tem de comprometer-se e encontrar o seu próprio lugar, quanto de um outro mundo onde existe harmonia e paz - um paradoxo que coloca cada um diante de sua própria verdade. A vida como um todo adquiria assim um significado.

Em 1924 Gurdjieff já tinha preparado auxiliares para a divulgação de seu método quando sua saúde foi colocada em perigo por um acidente de automóvel. Isso imobilizou-o por vários meses. Alunos que tinham vindo de todas as partes do mundo foram embora e ele encontrou-se virtualmente sozinho, sem recursos e incapaz de falar qualquer língua européia.

Achando impossível, sob essas circunstâncias, manter a intensidade da vida necessária no Instituto e supondo que, talvez, já tivesse desempenhado o seu papel, decidiu transmitir diretamente em palavras o conhecimento que tinha recebido. Com esse objetivo planejou as três séries de seus livros.

Começando em janeiro de 1925, escreveu continuadamente até abril de 1935, quando parou completamente de escrever. Desde então, e até sua morte em 29 de outubro de 1949, devotou-se intensamente ao trabalho com alunos em Paris, ensinando-os individualmente e em pequenos grupos.

Uma vez mais, levando em consideração as condições impostas pela guerra, um padrão definido de vida apareceu. Apesar dos regulamentos e dos racionamentos, as pessoas descobriam uma maneira de chegar até ele todas as noites e desempenhavam as várias tarefas relativas à vida dessa comunidade, quer no que dizia respeito ao dinheiro necessário para o seu sustento ou no que se referia à forma pela qual a ajuda deveria ser dada para aumentar o número de pessoas interessadas em suas ideias.

Elas ouviam as leituras de Relatos de Belzebu a seu Neto e Encontros com Homens Notáveis e a
música que Thomas de Hartmann compunha sob a força da inspiração de Gurdjieff. Gurdjieff respondia às suas questões, dirigia o seu trabalho sobre si mesmas e ensinava-lhes as danças sagradas conhecidas como Movimentos.

Autor: George Ivanovitch Gurdjieff

1.176 págs.
16 x 23 cm
ISBN: 9788586204072

Imagens adicionais

Relatos de Belzebu a Seu Neto: Do Todo e de Tudo - GURDJIEFF

Comentários

Deixe seu comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



Continuar comprando