Parsifal Revelado

  • R$38,00
  • Pontos necessários: 2000
  • Marca: Samael Aun Weor
  • Modelo: Livros
  • Pontos: 20
  • Disponibilidade: Em estoque

Quase 90 anos após a estreia do Parsifal de Richard Wagner, o VM Samael Aun Weor revela, nesta obra repleta de sabedoria, sutileza, profundidade e beleza, o verdadeiro significado contido nesta magna obra wagneriana. O autor deste imperdível livro maneja com maestria os ensinamentos profundos de diferentes tradições religiosas e esotéricas para desvendaros segredos que envolvem a busca, a ..

Etiquetas: richard, wagner, opera, musica, esoterica, anel, nibelungos, santo, graal, anfortas, amfortas, kundri, kundry, castelo, klingsor, lanca, longinus, longibus, gnose, gnosis, samael, aun, weor, parsifal, revelado

Quase 90 anos após a estreia do Parsifal de Richard Wagner, o VM Samael Aun Weor revela, nesta obra repleta de sabedoria, sutileza, profundidade e beleza, o verdadeiro significado contido nesta magna obra wagneriana.

O autor deste imperdível livro maneja com maestria os ensinamentos profundos de diferentes tradições religiosas e esotéricas para desvendaros segredos que envolvem a busca, a cura e a redenção dos seus personagens.

Parsifal Revelado é uma dessas obras raríssimas de ocultismo que não somente educam, mas também inspiram e libertam.

Parsifal é uma ópera ou drama musical em três atos de autoria do compositor alemão Richard Wagner (1813-1883).

Foi sua última obra e também considerada sua obra prima, estreada em 26.07.1882. Inspirada no poema lírico Parzival, de Wolfram von Eschenbach (1170-1220), e também nas obras de Chrétien de Troyes (1135-1191), dentre outros, o Parsifal de Wagner fundamenta-se nas façanhas de um personagem lendário, protótipo do cavaleiro perfeito pleno de virtudes, puro e sem máculas, nascido durante o ciclo arthuriano. Em outras palavras, nesta obra Wagner nos dá sua versão das lendas celtas e galesas – especialmente as que fazem parte do Mabinogion - mescladas com elementos cristãos, destacadamente aquelas que foram escritas depois da morte do rei Arthur e seus cavaleiros bem como a respeito de Carlos Magno e seus pares na França.

Mas quem achar que vai encontrar algo consistente ou real sobre Arthur e seus cavaleiros nessa obra se decepcionará. O Parsifal wagneriano nada tem a ver com o cavaleiro Perceval da Távola Redonda. A única coisa em comum é o nome, nada mais. Todos os autores que escreveram poemas ou narrativas depois do Ciclo Arturiano (a partir do século 7º), especialmente as que apareceram após o ano 1000 já nada mais sabiam sobre a verdadeira saga do rei bretão e seus cavaleiros. Geoffrey de Monmouth (1100-1155), Chrétian de Troyes (1135-1191), Wolfram von Eschenbach (1170-1220), Robert de Boron (séculos 12 e 13) e sir Thomas Malory (? – 1471) são os principais autores dessa época na qual se mesclaram elementos cristãos com feitos cavalheirescos de tempos idos.

De acordo com o livreto escrito pelo próprio Wagner, a ópera Parsifal transcorre na Espanha medieval, numa floresta próxima ao templo do Santo Graal, oculto nas legendárias montanhas de Montsalvat (Espanha).

Autor: Samael Aun Weor
164 págs.
14 x 21 cm.
ISBN: 9788562455223

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.