Tharoht - Enigmas do Velho Testamento

  • R$14,90
  • Pontos necessários: 1490
  • Modelo: Livros
  • Pontos: 15
  • Disponibilidade: Em estoque

Transpondo os séculos, um conjunto de cartas de baralho, contendo 22 enigmáticas figuras, chegou aos nossos dias sem que ninguém tivesse, até agora, descoberto os verdadeiros motivos de sua origem. Conhecidas como jogo do Tarô, essas cartas vêm fascinando a imaginação das pessoas, e não são raros os estudos que se dedicam a esclarecer seus mistérios. Alguns estiveram próximos de alcançar e..

Etiquetas: thoraht, tharot, enigmas, velho, testamento, judaismo, cabala, rabinos, numerologia, cabala, taro, tarot, gnose, gnosis, gnosticos, gnosticismo, samael, aun, weor, alquimia, magia, idade, media

Transpondo os séculos, um conjunto de cartas de baralho, contendo 22 enigmáticas figuras, chegou aos nossos dias sem que ninguém tivesse, até agora, descoberto os verdadeiros motivos de sua origem.

Conhecidas como jogo do Tarô, essas cartas vêm fascinando a imaginação das pessoas, e não são raros os estudos que se dedicam a esclarecer seus mistérios. Alguns estiveram próximos de alcançar esse objetivo, mas acabaram por afastar-se, influenciados pela visão comum de que as cartas eram apenas um meio de previsão do futuro.

A primeira associação das cartas de Tarô com a Árvore da Vida hebraica surgiu pelas mãos de um ocultista francês, Eliphas Levi, filósofo e profundo conhecedor das ciências sagradas da Teurgia, que, associando as 22 figuras às 22 letras do alfabeto hebraico esteve bem próximo de elucidar o enigma encerrado nessas cartas; contudo, também ele acabou por se distanciar pois, mesmo considerando que as figuras continham os mistérios da Kabbalah judaica, não conseguiu se desfazer da idéia de que as cartas eram para a leitura da sorte.

De acordo com o autor desta obra, para podermos entender os reais motivos que levaram à concepção do conjunto das 22 figuras das cartas (ou Arcanos) do Tarô, assim como o significado de cada uma delas, temos de retroceder mais de 5 mil anos do calendário judaico.

Foi nesse período que Moisés, após retirar seu povo da escravidão do Egito, subiu ao Monte Horeb e recebeu o conjunto de ensinamentos que compõem o Antigo Testamento.

Por serem sagrados, esses ensinamentos só deveriam ser transmitidos oralmente por "tradição", ou seja, de geração a geração de sumo sacerdotes hebreus, descendentes de Moisés. Para que não caíssem em mãos profanas, Deus repassou-os de forma codificada pelas letras do alfabeto arcaico dos hebreus, o que deu origem à Kaballah, ou simplesmente, Cabala (Sabedoria de Deus).

Da codificação obtida com a associação das letras do alfabeto hebraico e as sephiroth da Árvore da Vida, que deu nome à Kaballah, à Thoraht (a Lei do Judaísmo) e ao Tharoth, só restaram fragmentos, que chegaram aos nossos dias.

Nesta obra, você encontrará o assunto tratado em uma linguagem prática e objetiva.

Autor: Pedro Edson da Silva
90 págs.
16 x 23 cm
ISBN: 8537003514

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.